Vampiro Americano #2

Quadrinhos
american-vampire-debaixo-da-agua-comic-quadrinhos-rafael-albuquerque-capa

Estamos de volta com a melhor história de vampiros de verdade dos últimos tempos! Afinal, em final de semana de estréia de Eclipse eu preciso salvar vocês com um pouco de sangue de verdade e de maldade vampírica no coração, certo?

A segunda edição de American Vampire traz algumas explicações de tudo aqui que nós vimos na primeira, então vamos por partes, já que é assim que a HQ se divide.

Estrela da Manhã

American Vampire #2 - Pearl

No início temos temos nossa heroína Pearl finalmente encontrada após ser devorada por um bando de vampiros famintos, mas que a jogaram viva em uma vala. Logo ela é encontrada, em frangalhos por seus amigos e é levada ao hospital, onde é dada como morta. Mas claro que nosso estimado vampiro canalha Skinner Sweet vem ao seu auxílio para que sua morte não seja assim tão em vão. É a partir daí que temos uma nova faceta da moça, interessantíssima diga-se de passagem. Gosto de ver esse tipo de transformação, que por mais que seja previsível não deixa de ser uma delícia de assistir. Sabe Bela, a Feia ficando bonita? A mesma coisa só que de forma muito mais construtiva e educativa. Ao final, Skinner deixa para ela um prato cheio de enigmas para serem respondidos e um presente inesquecível.

Água Profundas

American Vampire #2 - Skinner Sweet

Já na trajetória de Skinner Sweet, contada por quem viu a hitória dele de perto, descobrimos como ele se safou da própria morte após anos adormecido e afogado em seu caixão e como a vida do homem que o prendeu, James Book e como todo o ocorrido da história afetou a sua vida e o tornou um homem mais frio. Vejo uma bela briga vindo por aí 😀 Uma outra coisa que me empolga é entender o porque Skinner é do jeito que é e quais são as suas intenções para finalmente entendermos todo o universo de American Vampire. Mas são paralelos bem interessantes que com certeza vão se ligar no final.

Ok, devo confessar que a parte da Pearl é a que gosto mais. Talvez a narração do velhinho, contando a história de Skinner me deixe um pouco entediada, mas a essência em si é cruel e deve ser devidamente apreciada, cada gotinha de sangue perdida 🙂 QUERO MAIS DOCE, cadê a próxima revista?

Comentários

One thought on “Vampiro Americano #2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *