Nemesis de Mark Millar e Steve McNiven – vol. 1

Quadrinhos
Nemesis-Mark-Miller-Steve-McNiven

Sabe, quando li Kick Ass no começo desse ano (aliás, farei um especial só sobre essa série aqui em breve), fiquei com uma palavra só martelando na cabeça: loucura. E foi por causa disso que eu comecei a acompanhar as novidades do filme e aguardei ansiosamente a publicação do último volume (que é sensacional).

Eu acho válido esse tipo de doença da cabeça em quadrinhos, por isso que eu gosto muito do Mike Millar e depois de Kick Ass ele ganhou uma fã. E acompanhando as últimas no Bleeding Cool fiquei sabendo do lançamento de Nemesis, sua nova Graphic Novel.

Muitos sites por aí andaram descrevendo o personagem como o Batman malvado, ou até mais: a mistura do Batman com o Coringa. Aí você se pergunta: WTF? Mas nem tem como negar ao ver essa primeira ilustração que saiu pra divulgação da personagem:

Nemesis de Mark Millar

Aliás, o próprio Mark Millar disse que a premissa básica era essa: e se misturassem o poder aquisitivo e obstinação do Batman com a criatividade doentia e a maldade do Coringa? Mas o verdadeiro OMFG de tudo isso é: ele está escrevendo essa história pra MARVEL. AHAHAHAHAHAHAHA. (Se você não entendeu: Batman e Coringa são do Universo DC, concorrente direto da Marvel). Mas ele é malandro e faz muitas manobras pra ninguém ter coragem de processa-lo: está leiloando o nome real dos personagens secretos da história e toda renda arrecadada será doada ao Haiti. Genial.

Então, no último 24/03 finalmente foi lançado o #1 de Nemesis. Mais uma vez o @Andresama salva o mundo e me passa o link traduzido do primeiro volume. E veio prometendo algo realmente difícil: fazer Kick Ass parecer um monte de merda. Então vamos as considerações:

Nemesis de Mark Millar

De ínico a gente vai direto pro Japão dar logo de cara com o desfecho do assassinato do Jogador #1 com um clima totalmente terrorista provocado pelo Nemesis. Realmente o traço da personalidade louca e sádica do Coringa está ali debaixo daquele uniforme todo branco, que contrasta com a idéia de um vilão psicopata. Posso dizer? Eu dei MUITA risada ahuhuahua Afinal, eu fiquei muito pasma com a sequencia dos fatos e pelas artes do McNiven que não poupam o leitor de tripas e de sangue. E é assim que a gente gosta de ver.

Apesar do começo ter me agradado por ser absolutamente doente, o resto me deixou um pouco decepcionada. Logo em seguida Nemesis começa a sua empreitada na América com um policial de grande destaque em Washington. Ele, que é o jogador número 2, não me passou muita confiança por toda aquela credibilidade que lhe é dada, não me parece o personagem ideal pra ser antagonista do Nemesis. Só me lembra um almofadinha velho.

E por fim, só pra confirmar as minhas impressões sobre o almofadinha americano, Nemesis sequestra um avião de uma pessoa bem importante em pleno ar (?!) e desafia a nação americana inteira. Aí eu já achei demais, Millar infelizmente peca pelo excesso aqui. Eu entendo as críticas negativas que Nemesis recebeu lá fora por causa dessa parte em especial.

Resumindo: Nemesis ainda pode dar certo, apesar da estréia ser um pouco menos do que eu esperava. Mas tenho que dizer que as artes estão ótimas, com cores lindas e muito bem definidas. Gosto muito do rosto escondido do Nemesis, ele deve ser bonitão e isso só melhora a personagem ahahah 😡 Porém senti falta de outras personagens mais bem definidas e não tão sem sal.

Kick Ass ainda é melhor que Nemesis, vamos ver se a gente muda de idéia com o lançamento dos outros números.

Comentários

One thought on “Nemesis de Mark Millar e Steve McNiven – vol. 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *