Criaturas da Noite de Neil Gaiman e Michael Zulli

Criaturas da Noite de Neil Gaiman e Michael Zulli

Criaturas da Noite foi uma grata surpresa que achei entre as promoções do Submarino alguns anos atrás. Foi objeto da minha primeira compra online, nunca me esqueço disso. Comprei mais alguma coisa junto com ele mas não me lembro do que se tratava.

Pra quem não sabe, Criaturas da Noite foi lançada pela Pixel Media (rest in peace) no ano de 2006 e conta com duas histórias escritas por Neil Gaiman para o seu livro de contos fantásticos e poesias, o Fumaça e Espelhos. A filha das Corujas e O Preço tiveram seus roteiros devidamente adaptados por Gaiman para que Michael Zulli pudesse ilustra-las. E o resultado? Mágico 🙂

Frase sobre magia de Neil Gaiman

O Preço

Esse conto é uma das coisas mais lindas que já li na relação entre humanos – gatos. Eu, que nem gosto de gatos (cof), me emociono toda vez que eu passo os olhos pelas ilustrações tão doces de Zulli.

O conto ilustra um ponto de vista muito peculiar do possível motivo de que ter gatos presto dentro de casa traz mau agouro. Não é nada do que você está imaginando: é realmente uma homenagem a esse lindo bicho que por muitas vezes é descriminado e mal tratado por nó, humanos imbecis.

Parece uma história meio pessoal do Gaiman, e talvez seja por isso que tenha um certo calor reconfortante ao ver como tudo se desenrola. O mais interessante é que a pergunta do final tem a sua resposta no começo do conto. Se você ler, vai me entender. Acho engraçado o protagonista não notar o próprio mérito por ter sido agraciado por um Gato Preto.

Enfim, pra quem ama gatos, é de chorar. Pra quem não gosta de bichos, é ótimo pra reavaliar os seus valores e seus conceitos sobre a coisa que nós podemos ver além dos olhos deles. Se é que você já parou pra reparar.

A filha das Corujas

A filha das corujas se passa em um ambiente completamente diferente de O Preço. A história, queé narrada por um terceiro, se passa no século 18 em um vilarejo. Um bebê é abandonado na porta de uma igreja e que desperta um temor em todas as pessoas da aldeia por carregar junto de si com penas e restos de coruja.

Por temerem que ela seja uma maldição a trancam no convento quase inabitado da cidadela, e depois de anos ela se torna uma bela jovem e alvo dos olhares maldosos. O resto é simplesmente a justiça mágica de um conto de fadas as avessas.

Aliás, A Filha das Corujas é mais uma demonstração do poder dos animais noturnos e sua influencia nas nossas vidas, mesmo que em um ambiente de fantasia. É um altar desenhado em homenagem a beleza que a escuridão costuma esconder, e que mesmo sendo belo é imponente e deve ser temido, assim como a garota que foi escondida e isolada por tantos anos.

Bom pra lembrar que anatureza é linda, e que nenhuma forma de vida é agourenta. Nem gatos, nem corujas, nem nenhum desses bichos lindos que as pessoas associam ao azar.

Sobre o exemplar da Pixel:

Com uma introdução incrível escrita pelo Mario Bortolotto (sim, o dramaturgo e escritor jedi que sobreviveu aos tiros de um assalto), e um ótimo resumo no final sobre o Michael Zulli e o Neil Gaiman (com direito a caricatura exclusiva do Gaiman!), a edição da Pixel está com um conteúdo ótimo, mas a parte gráfica deixou muito a desejar.

Em primeiro lugar, a tipografia usada no quadrinhos está péssima: Comic Sans para o primeiro conto e uma fonte de convite de casamento sob um fundo texturizado no segundo. Além disso, o alinhamento dos textos dentro dos balões e dos quadros está péssimo.

Encadernado da Pixel com as folhas soltas

Porém a coisa que realmente me deixou chateada foi a qualidade da encadernação: a brochura foi muito mal executada, e nos primeiros dias várias folhas já haviam se descolado. Muito triste. Tudo bem que não foi muito caro, mas independente do valor a gente espera que no mínimo o encadernado cumpra a sua funcionalidade primaria. E no caso de Criaturas da Noite o acabamento da capa prometia bem mais. Apesar disso, a impressão é de ótima qualidade e a arte da parte interna com os extras da edição brasileira é bonita.

Ainda tem como achar por aí 🙂 Vende no Submarino ainda e em algumas outras lojas virtuais.

Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *