Muito obrigado por todos os pesadelos, Wes Craven

Muito obrigado por todos os pesadelos, Wes Craven

Hoje é um dia triste para todos os apaixonados pelos clássicos de terror. Wes Craven, um dos diretores míticos do gênero, deixou a humanidade após não resistir a um câncer cerebral. Uma morte relativamente pacífica para um dos homens que gerou mais pesadelos nas últimas décadas, com os seus inegáveis clássicos Pânico, A Hora do Pesadelo, a histórica franquia do abominável Freddy Krueger, e a Quadrilha de Sádicos ou Viagem Maldita, se você preferir os remakes.

Uma das cenas mais icônicas do seu trabalho é a sequência inicial do primeiro Pânico, com a atriz Drew Barrymore, cheia de auto referências e pegadinhas nas entrelinhas. O Contraversão deixa aqui um pouco do legado deste grande diretor que influenciou gerações com seu terror psicológico e sangrento.

wes-craven-horror-genre

wes-craven-bird-in-a-cage

Se eu tiver que ficar preso pelo resto da minha vida no mesmo gênero, não tem problema… sem problema. Se eu for um pássaro preso em uma gaiola eu vou cantar a melhor música que conseguir.

– Wes Craven

Muito obrigado pelos pesadelos, Wes Craven.

Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *