Amor entre Dublês: pancadaria, explosões e romance

Amor entre Dublês: pancadaria, explosões e romance

Ah, o amor.

12 de junho, que dia para os apaixonados brasileiros, não é mesmo? Dia de colocar de ponta cabeça o Santo Antônio em simpatia pra pedir um novo amor. Dia dos namorados com flores, chocolate, caixas de presentes, troca de alianças, filas infinitas nos restaurantes e motéis da cidade.

Só que aqui no Contraversão o romance do Dia dos Namorados não tem nada disso aí.

Para celebrar esta especial data nós resolvemos prestar um tributo a pessoas de habilidades maravilhosas que fazem parte das coisas que nós amamos: os dublês. Mas que raios os dublês tem a ver com o Dia dos Namorados?

Você, que está aí vivendo a sua vidinha sem graça sentado na frente do computador, provavelmente jamais saberá o que são horas ensaiando sequências de lutas, se pendurando em cordas para pular de alturas sem segurança nenhuma, praticando parkour e substituindo atores dos mais diversos níveis de fama para que eles não morram, o que implica no risco de morte ser todo seu. Eu e você, pessoas regulares com vidas normais, achamos que a paixão é uma das experiências que mais nos dá frio na barriga, mas nós jamais chegaremos perto do constante nível de adrenalina de um dublê.

Só que os dublês também se apaixonam. E às vezes acontece no meio do expediente.

Que Mad Max já é um dos melhores filmes do ano a gente já sabe. As coisas ficam cada vez melhores quando descobrimos alguns detalhes do bastidores, mas essa semana temos mais razão pra acreditar que a película do George Miller saiu do fundo do coração de quem estava trabalhando nela.

Dane e Dayna Grant

Os atores que foram dublês do Max e da Furiosa, Dane e Dayna, se conheceram durante os ensaios do longa em uma academia de dublês. Eles conviveram por muitas horas se espancando e treinando para diversas cenas de ação e foi no meio dessas rotinas que eles se apaixonaram. Hoje o casal tem um filho de 1 ano e comandam juntos na Austrália uma escola dessa especialidade.

“Nós já dissemos isso antes e é até meio cafona, mas foi amor a primeira vista. Enquanto nós dois saíamos na mão nós estávamos nos apaixonando – e bem rápido.” – Dayna Grant

Isso sim é amor de verdade <3

Arrow-Dublês-Casados

Não pense que acaba por aí. Tem dublê de super herói que também conseguiu flechar um coração. Mas não se esqueça: é coração de dublê, então provavelmente estão todos vivos. Os dublês do Oliver Queen e da Felicity, da série Arrow, são muito mais do que apenas colegas de trabalho. Quem revelou isso em uma entrevista foi a atriz Emily Bett Rickards:

“Minha dublê, Kim, é casada com o dublê do Stephan (Amell, ator que interpreta Oliver, o Arqueiro Verde), Simon . Eles são o casal mais fofo!”

Apesar das emoções dessa profissão, o casal realmente é fofo. Eles tem um filho e também cuidam de animais abandonados, inclusive duas lhamas. Melhores pessoas, com certeza. Você pode shippar o casal  na série com mais vontade depois de saber dessa, certo?

Jackie-Murray-e-Mike

E esta moça australiana que contou neste link como conheceu o seu marido dublê?

Jackie Murray narra com detalhes como o encontrou Mike, aquele que seria o amor de sua vida, durante o seu primeiro trabalho e como ele transcendeu o seu papel de mentor para o de cônjuge. Tem um trecho espetacular que define bem como é que os dublês se apaixonam: o seu então futuro marido a ensinou como dar um flip com um carro no ar e ela se sentiu tão segura e protegida que a atração foi inevitável. Ela também conta que já depois de se casarem que ele colocou fogo no corpo dela para uma dessas cenas famosas em que o dublê suporta ser queimado por até quarenta segundos por causa do gel especial para esse tipo de cena.

Só um casal dessa profissão pra achar essas experiências românticas de alguma maneira. Hoje eles tem uma filha de 15 anos que também já começou a treinar pra ser dublê, o que também só pode ter muito amor envolvido, já que ela certamente vai quebrar vários ossos na vida.

 

Sophia Crawford e Jeff Pruit

Um outro casal muito famoso no meio dos dublês é formado pela atriz Sophia Crawford e o coreógrafo de lutas Jeff Pruit. Eles se casaram em 1998 durante os trabalhos que desenvolveram juntos na série Buffy, a Caça Vampiros. Durante as quatro temporadas a sincronia das lutas ia muito além das telas. Infelizmente não existem muitos detalhes de como aconteceu esse romance na internet.

Agora que o Contraversão provou que a sua vida amorosa é um completo tédio nesse Dia dos Namorados, deixe aí nos comentários o que você acha desses romances entre dublês. Conhece algum casal que não está nesta lista? Colocaria fogo no amor da sua vida? Conta pra gente.

Publicado originalmente em contraversao.com

Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *